Como cuidar de suculentas – O guia completo

Como cuidar de suculentas? Caso você não conheça pelo nome, as suculentas são aquelas plantinhas, em sua maioria, gordinhas e pequenininhas.

Como cuidar de suculentas?

Muito fofas, né? E o melhor: São super fáceis de cuidar! Afinal, é difícil encontrar alguém que não goste de plantas, certo? Sejam elas vivas ou decorativas, sempre dão um charme especial ao lugar, além de serem ótimas companhias. No entanto, com a correria de hoje em dia, grande parte das pessoas não têm tempo ou espaço para fornecer todo o cuidado que plantinhas comuns precisam. Por isso, uma ótima opção é aprender como cuidar de suculentas!

Como cuidar de suculentas – Origem

O primeiro passo para entender como cuidar de suculentas é conhecer sua origem. As suculentas são originárias de regiões desérticas da África e América, locais onde o sol é forte e o clima seco. Por esse motivo, são muito resistentes. Seu nome nasceu da capacidade de absorver e armazenar água em suas folhas, caules, tronco e raízes (agora você entendeu o porquê de serem gordinhas?).

Além disso, existem mais de 200 tipos de cactos e suculentas (logo logo você vai entender a diferença entre eles) no brasil e mais de 12 mil espécies espalhadas pelo mundo! Tem as suculentas arbustivas e trepadeiras, tóxicas e medicinais, de crescimento rápido e lento também! Algumas têm folhas com texturas, pelotinhos, franjados, bolinhas, listras, cores vibrantes… E quase sempre dão flores delicadas, com as pétalas finas bem fininhas.

Originária do deserto, a suculenta se adapta melhor em lugares com muito sol e pouca água

E como a gente falou ali em cima, espaço e tempo não é problema quando o assunto é como cuidar de suculentas. Elas não precisam de muito: sua casa, ou apartamento, só precisam ser bem ensolarados. No entanto, é importante deixar claro que por toda essa diversidade, não existe um único cultivo para todas elas. Mas isso a gente vai te ensinar ao longo desse artigo, pode ficar tranquilo!

Aliás, você sabia que todo cacto é uma suculenta, mas nem toda suculenta é um cacto? Isso pode ser bem confuso, mas para diferenciá-los é fácil: Os cactos normalmente têm espinhos, mesmo que nem todas as espécies possuam, e as suculentas são mais conhecidas pelas folhas “gordinhas”, mesmo que algumas espécies tenham a aparência de cactos.

Como cuidar de suculentas?

Vaso

Para você querer começar a aprender como cuidar de suculentas vamos começar do começo, certo? Onde você quer plantar e manter sua suculenta? Prefira vasos com furos embaixo, pois como a água não escorre, o excesso de umidade na raiz pode apodrecer sua plantinha.

Se você já viu alguma foto de suculentas, provavelmente reparou que grande parte são plantadas naqueles vasinhos fofinhos chamados de cachepots. No entanto, tenha cuidado, visto que eles não possuem furos. Mas relaxa! Existe uma solução bem simples: Coloquei dentro do cachepot um vaso menor com furos. Assim, quando você for regar sua plantinha a água irá escorrer sem problemas. Ah, e lembre-se de retirar a base e jogar a água fora, tá? Se não, não adianta!

O melhor vaso para suculentas contém furos embaixo

Prefira vasos um pouco maiores (ainda mais se você nunca cuidou de plantas). Isso porque, caso a suculenta esteja em um vaso pequeno, você não irá conseguir verificar a umidade da terra e consequentemente controlar sua rega. Além disso, aposte também em vasos rasos já que as suculentas possuem raízes curtas.

Solo

Agora que você já decidiu onde plantar, pense em quais nutrientes e o que sua plantinha vai precisar para se manter viva!

Por ser originária de locais desérticos a suculenta precisa de alguns componentes que remetam à essa origem. Por isso, misture terra adubada (com produtos orgânicos como húmus de minhoca) com areia e alguns pedriscos. A areia pode ser a comum, de construção, grossa ou fina. Por ser mais salgada, nem pense em colocar areia de praia, viu?

A medida para preparar o solo é duas partes de terra para cada duas partes de areia, finalizando com os pedriscos. Os mesmos podem ser perlita, cacos de telha e até pedrinhas de construção. Ao final você precisa obter um solo livre de torrões para ser solto e bem arejado, ou seja, um solo leve para facilitar o escoamento de água.

Iluminação

As suculentas precisam da luz solar, isso é fato! No entanto, como falado anteriormente, exitem muuuuitos tipos de suculentas e fica um pouco difícil dizer o que cada um precisa. Mas você pode entender como cuidar de suculentas no sol observando suas folhas! Folhas separadas ou com um comprimento diferente do normal significa que sua plantinha precisa de maior luminosidade. Lembre-se que uma suculenta saudável é aquela que tem as folhas sempre bem juntinhas umas das outras.

Iluminação é essencial para as suculentas

Para começar com o pé direito evite lugares úmidos e com muita sombra, como banheiros, estantes e prateleiras internas. Caso more em apartamento ou queira deixar em seu escritório, prefira os locais mais próximos de janelas e varandas para que recebam muito sol. Além disso, é importante saber que algumas verdinhas preferem o sol da manhã.

Quando regar?

A frequência e a quantidade de água varia de acordo com espécie, clima, estação e substrato utilizado. No entanto, você pode seguir um padrão de rega para 1 vez por semana no verão e a cada 15 ou 20 dias no inverno, lembrando sempre de verificar se a terra está mesmo seca. Uma ótima dica para conferir é colocar o dedo ou um palito até o meio da terra, se estiver leve, seca e soltinha pode regar, caso contrário espere mais uns dias e vá verificando.

Além disso, não jogue água nas folhas, pois podem apodrecer por já absorverem a água da raiz. Jogue um pouco de água (pode ser a medida de um copinho descartável de café) direto no solo, o excesso da mesma pode matar sua plantinha, tome cuidado!

Manter para durar

Quando começou a aprender como cuidar de suculentas você colocou vários nutrientes no substrato, mas eles não duram pra sempre, certo? Então, como manter sua plantinha sempre feliz e nutrida? Uma opção é utilizar os mesmos adubos do começo, aqueles orgânicos como húmus de minhoca, torta de mamona ou outros. Você também pode bater cascas de ovo no liquidificador, pois o cálcio presente vai deixar os caules e folhas mais resistentes. Além disso, em lojas especializadas você também pode encontrar fertilizantes próprios para suculentas. O ideal é realizar essa manutenção a cada 3 meses, pois assim você vai sempre repondo os nutrientes.

Outra dica é retirar as folhas secas ou que já estejam morrendo para sua plantinha estar sempre bem cuidada! Ela cresce de acordo com o espaço que tem, por isso, se o vaso for pequeno ela se mantém, mas caso queira transferi-la para um maior ela também de irá se adaptar.

Multiplicar suculentas

Já que você cuida tão bem da sua suculenta, que tal presentear outras pessoas com ela? Caso queira fazer mudas é super fácil! Corte o caule, deixe secar por 2 dias e depois plante-o novamente! Logo logo ela irá criar suas raízes e se desenvolver!

Multiplicando suculentas

Como montar seu vaso?

Por fim, agora que você aprendeu como cuidar de suculentas mãos à obra para montar seu próprio vasinho!

  1. Faça a primeira camada com pedriscos (cascalho, cacos de telha ou argila expandida) criando assim uma barreira de drenagem;
  2. Cubra a camada com um pedaço de TNT para que o subtrato não seja escoado junto à água durante às regas;
  3. Acrescente o substrato (mistura de terra com o adubo);
  4. Com muito cuidado pegue a suculenta que deseja plantar e vai encaixando da forma que achar melhor;
  5. Acrescente um pouco mais de substrato e afofe com carinho;
  6. Para tirar terra e sujeirinhas das folhas, utilize um pincel com cerdas bem macias.
  7. Caso queira decorar, utilize cascas de pinus em vez de pedriscos brancos comuns. Isso porque os mesmo são feitos de mármore picado e se forem molhadas soltam substâncias prejudiciais à sua plantinha.

Como cuidar de suculentas: Dicas extras

  • Não utilize vasos fechados se for iniciante: como dissemos inúmeras vezes, é preciso tomar muito cuidado com a rega de sua plantinha. Com vasos fechados você não tem controle sobre a quantidade de água.
  • A suculenta não precisa de poda: É importante não deixar apenas o excesso de brotos, sendo que podem ser replantados em outros recipientes.
  • Cuidado! Pode ser prejudicial ao seu bichinho: Algumas espécies são tóxicas para seu pet, podendo causar vômito, depressão, diarreia, falta de apetite, calafrios e mudanças na cor da urina. Por isso, fique atento e se possível, mantenha fora do alcance deles.
  • Preste sempre atenção nos sinais: Se as folhas ficam alongadas, crescendo para cima, isso significa que ela precisa de mais sol. Se as folhas estão perdendo o viço, elas precisam de mais água.
  • Terrários ou xícaras: Caso queira realizar o plantio em recipientes sem furos, como xícaras ou terrários, lembre-se sempre de criar a barreira de drenagem explicada no passo 1 sobre como montar seu vaso.
  • Mantenha distância entre as plantas no terrário: Assim você consegue fazer com que cada planta tenha seu espaço para “respirar”, ou seja, para absorver a água e o sol.
  • Mais dicas aqui.
Existem muitos tipos de suculentas, por isso seja criativo ao montar seu vaso!

Suculentas são realmente apaixonantes, né? Não imaginamos ser possível uma planta tão pequenininha ter tantas peculiaridades e ainda assim ser super fácil de cuidar! Seja criativo ao montar seu vaso e mostre aqui nos comentários!

Como organizar o guarda roupa? Aprenda agora

Como organizar o guarda roupa? Na correria do dia a dia, ao procurar aquela blusinha no meio da bagunça, sempre prometemos que a organização será feita no fim de semana. No entanto, quando chega a hora a preguiça bate e em nossa ilusão o guarda-roupa nem está tão bagunçado assim, certo? Até que na próxima semana ou na próxima correria estamos loucos atrás daquele casaco. Mas fiquem tranquilos! Existem várias opções de como organizar o guarda-roupa que vamos ensinar agora!

Como organizar o guarda roupa

Como organizar o guarda roupa?

1 – Limpe tudo

É importante dizer que limpar é o primeiro passo para entender como organizar o guarda roupa. Ou seja, tire tudo. Você até pode ir organizando sem fazer isso, mas te garanto que é a melhor forma para conseguir a máxima de resultado. Acredite, depois que você limpar, não vai acreditar em quão sujo estava.

Pegue um pano úmido e um seco. Passe por todas as superfícies, nos cantos e até uma passadinha por fora para a evitar que a sujeira volte para o interior. Limpar é importante, pois assim você se livra de ácaros que podem causar problemas respiratórios e até mesmo de pele. Além disso, pense na limpeza como algo que você está jogando fora e  está dando lugar para coisas novas. É importante manter esse pensamento para o passo número 3.

2 – Organize, dobre e separe suas roupas

Há quem diga que o mais indicado seria escolher quais roupas quer doar e depois organizar. Esqueça isso. Dobre tudo em cima da cama e separe por categorias, por exemplo: faça um montinho de camisetas, um de calças jeans, outro de calças sociais e assim por diante.

Como organizar o guarda roupa ao dobrar as roupas

Ao pegar todas as suas roupas e ir separando você vai encontrar aquela camisa que não usa há séculos. Você também vai ver que possui peças guardadas que não precisariam estar ali. E até mesmo aquelas que se pergunta do porquê não usar mais. Agora se prepare, pois o próximo passo pode ser o mais difícil (se você possuir o mínimo de instinto acumulador, rs).

3 – Desapega!

Ao separar todas as peças por categorias, você consegue ter uma visão sistêmica, ou seja, uma visão do todo analisando cada parte para ver como organizar o guarda roupa. Você vai poder analisar o que realmente quer manter e o que pode ser doado, ou vendido em um bazar. Mas como fazer isso?

Um método que ficou super conhecido é aquele da Marie Kondo. Ela diz que você precisa pensar na felicidade. Aquele objeto (pode ser um livro, roupas, papeis e objetos sentimentais, como cartas e fotografias) te faz feliz? Se a resposta for sim você irá mantê-lo. Mas, se você tiver dificuldade em pensar dessa forma, veja a utilidade. Por exemplo, aquela camisa que você não usa mais para trabalhar está sendo útil pra você de alguma forma? Se você não a usa mais para trabalhar, você pode utilizar a noite em algum passeio? Se a resposta for não, desapega. Está em dúvida? Desapega!

Como eu falei ali em cima, isso pode ser muito difícil para algumas pessoas. Por isso, se quiser peça a opinião de alguém próximo, alguém que te conheça. As vezes, uma pessoa de fora pode nos ajudar a enxergar as coisas de outra forma.

E sabe o melhor de tudo isso? Você pode contribuir para a economia sustentável! Como? Se não tiver para quem doar suas roupas, você pode fazer um mini-bazar. Com o dinheiro revertido você guarda para algo futuro ou até mesmo pode doar para alguma instituição de sua preferência.

4 – Mão na massa!

Agora que você já separou seus itens por categorias e deixou de lado o que não quer mais, está na hora de colocar em prática como organizar o guarda roupa! Comece pela vertical, ou seja, pelos cabides. Priorize as roupas que amassam, ou seja, a calça jeans pendurada você pode dobrar. Isso vai te ajudar a economizar espaço e tempo quando for procurar.

O ideal é que você tenha cabides em tamanho padrão e de uma mesma cor, mas como sabemos que em muitos casos isso não é possível, você também pode categorizá-los. Por exemplo, cabides de madeira para aquelas roupas mais pesadas e de frio (pois são mais resistentes), os de plástico as roupas mais leves, como blusinhas ou camisas sociais. Atenção! Se tiver pouco espaço, não hesite em colocar mais de um item em um mesmo cabide. Inclusive, coloque roupas parecidas juntas, pois assim fica mais fácil de encontrá-las!

Além disso, coloque os cabides com o gancho virado para dentro, pois assim você consegue ter uma melhor visibilidade do que possui.

5 – O que você mais usa?

Com essa simples virada de chave no seu pensamento, você vai notar uma mudança gigante em como organizar seu guarda roupa. Faça isso em dois passos. Na ordem das gavetas, coloque na primeira o que é mais recorrente, como por exemplo, roupas íntimas e pijamas. Agora, dentro das gavetas coloque na frente os itens que mais usa, como aquela calça preferida para trabalhar ou as camisetas da academia.

Além disso, na parte mais alta você também pode colocar aquele terno ou smoking que você usa de 2 a 3 vezes no ano, mas que não pode (e não deve) descartar. Uma ótima pedida são os sacos a vácuo, pois assim sua roupa fica protegida e não irá ocupar o espaço que ocuparia caso se mantivesse no local anterior.

6 – Dobrar roupas não precisa ser chato!

Um dos principais fatos da bagunça é que nem todo mundo gosta de dobrar roupas, né? Mas como organizar o guarda roupa sem dobrá-las? Impossível! Por isso, uma dica super bacana é você fazer rolinhos. Por isso falamos ali em cima sobre colocar nos cabides roupas que amassam e dobrar aquelas mais molinhas e que não amassam tanto. Além de ser uma forma prática e rápida, você também economiza espaço!

7 – Calçados

A primeira coisa a se fazer é deixar os sapatos “respirarem”, ou seja, depois de um dia cansativo, não os guarde direto no armário. Deixe um tempinho fora, pois assim não pegam cheiro. Além disso, guarde seus sapatos em caixas, sejam elas originais, ou até mesmo as de plástico (se quiser pode etiquetá-las para fácil localização). Isso irá te ajudar a economizar espaço, manter a organização e te deixar apaixonado pelo encaixe certinho, rs.

8 – Manter

Você viu que não é fácil colocar em prática como organizar o guarda roupa, certo? E aposto que você não quer voltar a organizar tudo isso tão cedo, rs. Por isso tenha em mente que é muito mais fácil você manter tudo como está. Tente não deixar para depois. Acabou de chegar do trabalho e está cansado? Ainda assim prefira dobrar e guardar no lugar, pois não leva mais que 2 minutos. Essa mudança de pensamento é com o tempo, mas acredite  é recompensador.

Outras dicas de como organizar o guarda roupa

Bom, agora que você entendeu a essência de como organizar o guarda roupa, separamos algumas dicas e fotos para você visualizar como organizar o guarda roupa.

Como organizar o guarda roupa por cores

Como organizar o guarda roupa por cor

Você também pode organizar suas roupas por cores! Não sabe como começar? Faça um degradê (do mais escuro para o mais claro, ou vice versa). Você também pode ter como base as cores do arco-íris!

Como organizar o guarda roupa por comprimento

Se preferir, organize seus cabides pelo comprimento de suas roupas. Assim fica fácil você encontrar aquela blusinha melhorando a visualização do guarda roupa também!

Como organizar roupas de cama

Para manter tudo organizado, você pode deixas os jogos juntos, pois quando for procurar você irá encontrar tudo de uma única vez. Sabemos como é complicado dobrar o lençol de elástico, mas siga esse passo a passo que você vai ficar craque no assunto. (foto aqui passo a passo).

Outra dica é guardar as fronhas e o lençol de cima dentro do lençol de elástico, formando um pacotinho.

Toalhas

Lembra que falamos sobre dobrar roupas em rolinhos? Com a toalha você pode fazer a mesma coisa! Desse jeito, você consegue encontrar rapidamente a de sua preferência e pode retirar sem bagunçar o resto.

Como organizar o guarda roupa por etiquetas

Para os esquecidos de plantão, ou para quem quer ensinar os filhos, as etiquetas são perfeitas! Na correria, só de bater o olho na gaveta fechada você já sabe o que tem dentro.

Como organizar o guarda roupa com caixas organizadoras

As caixas são ótimas para aquelas roupas menos utilizadas. Além disso, você também pode guardar bonés, lenços, chapéus, etc.

Como organizar o guarda roupa com colmeias

Assim como as caixas, as colmeias vieram para te ajudar ainda mais! Não possui as caixas originais de seus sapatos? Utilize as colmeias na porta do guarda-roupa, no seu closet e até mesmo atrás da porta de seu quarto.

Malas

Convenhamos que pessoas comuns como nós não fazem grandes viagens todo fim de semana, certo? Por isso, deixe aquela mala maior e que é utilizada poucas vezes na parte de cima de seu armário. Para aproveitar ainda mais espaço, você também pode colocar dentro dela edredons que não utiliza no verão (lembrando de tirar de tempos em tempos para tomar um sol, viu?).

Joias, bijuterias e acessórios

Sabe aquela caixinha bonitinha que está guardada sem utilidade? Agora tem! Utilize-as para guardar seus acessórios, como brincos, colares, anéis, braceletes, entre outros. Em vez de guardar tudo junto, separe por categorias. Você também pode deixar as que mais usa em uma caixinha separada das demais.

Como organizar o guarda roupa com ganchinhos

Cole com fita dupla face pequenos ganchinhos na porta de seu guarda roupa. Você pode pendurar lenços, cintos e também suas joias!

Bolsas

Para economizar espaço, aposte em guardar suas bolsas uma dentro da outra. Mas se você não precisar economizar, deixar uma do lado da outra ou em divisórias também funciona!

Chapéus

Como organizar chapéus

Os chapéus são muito charmosos e nunca saem de moda. No entanto, por serem frágeis, de certa forma, é preciso tomar cuidado ao guardá-los. Você pode, por exemplo, colocar um dentro do outro, assim como as bolsas. Por possuírem o mesmo formato, não ficarão deformados com o tempo.

Cheirinho

Sabemos que não são todas as roupas usamos sempre. Por isso, que tal comprar sachês de cheirinho? Se não souber onde encontrar, aprenda nesse vídeo como fazer! Assim, suas roupas vão ficar sempre cheirosas, sem aquele odor de guardado. (colocar vídeo)

Botas

Para não deformar suas botas, principalmente as de cano alto, amasse alguns papeis que não utilize (como jornais)e coloque dentro. Assim ficarão eretas, além de bem organizadas.

Como organizar o guarda roupa com cabides próprios

Outra opção para calças é o cabide próprio para elas. Se não encontrar, você pode improvisar utilizando anéis de latinha. É uma opção mais barata e ocupa até menos espaço!

Também existem cabides com argolas, nos quais você pode colocar seus lenços ou bonés. Você também pode criar seu próprio cabide com argolas de cortina, olha só:

Inverno

Quer conservar seus itens quentinhos, como luvas e cachecóis até o próximo inverno? Simples! Mantenha-os em uma caixa organizadora! Lembre-se de colocá-los um pouco no sol, no mínimo uma vez por mês, tá bom?

Cintos

Sabe aqueles ganchinhos que vendem em lojas de 1,99 e até supermercados? São perfeitos para você colocar todos os seus cintos e ocupar menos espaço ainda!

Gravatas

Gravatas podem ser bem complicadas para se dar o nó, mas elas não precisam ser complicadas para guardar também! Divisórias de acrílico podem ajudar e muito! Caso não possua, faça pequenos rolinhos e guarde em um local fácil de alcançar e visualizar.

Roupas íntimas

As colmeias não servem apenas para sapatos! São uma ótima opção para guardar calcinhas e cuecas! Agora,para os sutiãs o recomendado é deixá-los abertos e um atrás do outro, evitando deformações e quebra do bojo.

Vamos começar?

Bom, você viu que não é tão simples assim colocar em prática como organizar o guarda roupa, né? Mas o importante é que o primeiro passo foi dado: Você veio atrás da informação!

Se você está com dificuldades para começar, pense na felicidade, como falamos ali em cima. Pense também nos benefícios que organizar seu guarda roupa irá trazer para você, como por exemplo a diminuição do estresse logo de manhã (por não achar o que precisa) e também evitar que você precise organizar tudo novamente.

E aí, já começou?